sexta-feira, 20 de abril de 2012

A importância do conhecimento

Por Fredh Hoss   Postado As  4/20/2012 07:31:00 PM   desempenho 1 Comentário

,.,.,.,. ✫ ✫ ✫.
......✫¸.•°*”˜˜”*°•✫
..✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫    por Fredh Hoss 20/04/12 18:18

A importância do conhecimento para o saber.
Durante nossos primeiros anos de aprendizes, anos estudantis, aprendemos o valor da escola, do estudo e como refletiria em nosso futuro aquela atitude interessada imposta a nós. Recorrentes lembranças dessa época me fazem ouvir pela memória alguns avisos que soavam como ameaça. Época que passei por esses questionamentos juvenis e fiquei apelidado de “menino do porque”, tudo que me era dito eu retrucava com essa pergunta. Eu não sabia como teria valor em minha vida tamanha curiosidade. 
Uma boa lembrança que tenho é a de contar os anos por bimestres, a cada um deles a ansiedade de somar pontos. Era um objetivo manter-me na média ou no mínimo não receber a marca da nota vermelha.
Mas sim, os anos eram verdadeiramente divisões bimestrais em minha vida. Ainda hoje sou tentado pela ideia de dividir o ano entre os grandes feriados ou feriadões (emendados). Usamos um calendário que não é lá muito facilitador de nossas rotinas e metas. Afinal ninguém que não dependa desses irá quantificar esforços para alcançar uma meta específica até antes do dia de finados, por exemplo. Nossos objetivos e compromissos assumidos, para a maioria de nós, não são idealizados conforme o calendário. Benefício apenas para quem trabalha com produtos para festejos norteados pela expectativa que chegue logo mais um feriado.
No Brasil são comemorados os seguintes feriados em todo o país:
01 de janeiro – Fraternidade Universal
21 de abril – Dia de Tiradentes
01 de maio- Dia do Trabalho
07 de setembro – Independência do Brasil
12 de outubro – A Padroeira do Brasil (Catolicismo)
02 de novembro – Finados
15 de novembro- Proclamação da República
25 de dezembro – Dia de Natal
Essa reflexão, simples, mas cheia de memórias de aprendizado, fizeram surgir um questionamento intrigante em mim. ― Lá vem mais um “porque”... risos
Tenho ensinado a quem queira ouvir, sobre minha crença de ser a base de nosso ser, podendo se alargar indefinidamente esse tal “conhecimento”. ― Aprender não ocupa espaço. Estou certo que também aprendeu essa frase a ponto de repeti-la diversas vezes.
A grande questão é: qual a diferença entre aprender e saber?
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Aprendizagem é o processo pelo qual as competênciashabilidadesconhecimentos, comportamento ou valores são adquiridos ou modificados, como resultado de estudoexperiênciaformaçãoraciocínio e observação. Este processo pode ser analisado a partir de diferentes perspectivas, de forma que há diferentes teorias de aprendizagem. Aprendizagem é uma das funções mentais mais importantes em humanos e animais e também pode ser aplicada a sistemas artificiais.
Descobriu então que o saber ao qual me refiro é a obtenção de sabedoria? E creio que sabedoria não advém apenas e tão somente de aprendizado. Pode-se acumular ao longo da vida infinitamente o conhecimento e ainda assim não será um brinde adquirir sabedoria.
Tente responder à seguinte pergunta, para assim, de modo prático perceber quão distante uma coisa é da outra. ― O que é melhor, fazer o que se gosta ou gostar do que se faz?
compreensão
Podemos aprender muito, mas todo conhecimento acumulado sem que haja adquirida sabedoria consigo, não lhe ajudarão a dar a melhor resposta.
Daí essa arguição lembrou-me de alguns dos ensinamentos do Professor George Ivanovich Gurdjieff (1877-1949) onde em uma passagem, fica evidente a importância da compreensão.
“A compreensão é a essência do que se obtém a partir de informações intencionalmente adquiridas e de experiências que foram vividas por nós mesmos”.
“Por exemplo, se meu próprio irmão bem-amado viesse, neste momento, até mim e me suplicasse que lhe desse nem que fosse a décima parte da minha compreensão; e se eu, de todo o meu ser, quisesse fazê-lo, não poderia sequer comunicar-lhe a milésima parte dessa compreensão, por mais ardente que fosse o meu desejo, porque não existe nele nem o saber que adquiri, nem as experiências pelas quais me foi dado passar durante minha vida”.
só o essencial
A essência do que se obtém a partir de informações adquiridas. Vejam a beleza desse conhecimento. Compreendendo ser necessária uma intensidade maior para se chegar à sua essência, caminhemos juntos para o saber.
Sabedoria humana seria a capacidade que ajuda o homem a identificar seus erros e os da sociedade e corrigi-los. Mas existem outras formas da sabedoria se apresentar, sabedoria Divina, sabedoria secular. Assim é próprio que, este termo define quem detém o saber.
Então a importância do conhecimento é indiscutível, o que nos faz por muitas vezes exaustos na caminhada é a dificuldade de se obter compreensão e o saber.
Porque tudo isso ainda importa depois de passados os anos de aprendizagem secular? Vale ressaltar a vantagem daqueles havidos pelo saber que não interrompem a busca pessoal pelo conhecimento. Estando formado técnico, bacharel, mestre, doutor, Ph.D ou mesmo CEO, ou o que valha a seu ego para sentir-se bem sucedido. Para que então questionar-se sobre conhecimento e saber?
Metas. Esta é a questão da atualidade, metas. Podemos medi-la a seu gosto ou a contragosto lhes serão impostas pelos seus sonhos e os da família, pela hierarquia, pela concorrência e mesmo uma imposição da qual ninguém escapa, a imposição da passagem do tempo. Você terá que atingir suas metas, de outra forma a cobrança implacável lhe caíra como uma tormenta e se sentirá arrastado, atropelado e esmagado pelo tempo como um tsunami causando uma hecatombe.

Vamos mediar o tempo para alcançarmos nossas metas; diárias, semanais, mensais, bimestrais, trimestrais, semestrais, anuais, de curto, médio ou longo prazo. Não importa. Não haverá negociação. Não há como estendê-lo após seu término, finalizado seu decurso será tempo medido, estará no passado, tendo você alcançado o objetivo, a meta, seu sonho ou não.
Estamos encerrando o primeiro quartil de 2012, a primeira das três grandes etapas anuais. Mesmo porque há apenas estas e algumas outras poucas maneiras de se dividir tempo suficiente para atingirmos seja qual for nossa meta.
Agora pode pensar em divagar seus pensamentos e voltar-se para a sensação conquistada de ser concluso seu tempo de aprender. Sinta-se bem com o suficiente que obteve de conhecimento para torna-lo sustentáculo de seus títulos, talvez até se torne um títere de si mesmo. OU talvez ao observar a passagem do tempo tenha percebido que alguns prognósticos se cumprem e algo há de novo despontando-se à sua frente. Pense na lampadazinha que ascende acima da cabeça daqueles que encontram uma nova ideia ou fazem descobertas. Sim, esse simples simbolismo já seria uma pista, pois a sombra e a escuridão não tem poder sobre a luz. Ao contrário, a luz, mesmo ínfima, faz desaparecer a escuridão.
Conhecemos bem nossa realidade, sua origem e suas grandiosas mudanças. Algumas de grandioso impacto são bem recentes. Pelo ideário do industrialismo, séculos XVI e XVII. Pelo ideário do desenvolvimentismo e esse nossos bisavós ou avós, guardam memória dos tempos de JK e o militarismo. Ainda entre essas outras mais, micros e macros mudanças subjacentes ou concomitantes.
Chegamos assim ao tempo do COMPETITIVISMO. Esses tempos que vivemos faz raiar lampejos do nosso conhecimento adquirido, estes requerendo de nós mesmos respostas e saídas. Queremos resolver todas as encrencas, confusões, descontroles em que nos metemos. Agimos assim por acharmos que conhecemos o que estamos fazendo e as metas que assumimos não intimidam nosso arrojo de ser. Até que passamos a culpar a atual conjuntura ou o outro que não sabia o que fazia quando lhe causou dano ou mal. Isso quando não surramos a sorte por ela ter nos faltado, e de modo risível dando assim armas poderosas a nossos inimigos. A quem diga que tudo é política.
só você pode se fazer diferente
Muitos autores associam ao ideário iluminista o surgimento das principais correntes de pensamento que caracterizariam o século XIX, a saber, liberalismosocialismo, e social-democracia. Mas a realidade foi mais cruel e mesmo nossas lideranças concorrem entre si, cada um buscando sua meta pessoal, havendo um verdadeiro, cruel, e vergonhoso competitivismo político. Não se engane não falo de eleições onde a competição é para o fim da escolha do pleito. Aqui me refiro a metas de ganho pessoal, político e financeiro, institucionalizado ou não.
Onde se precisa do muito e busca-se o todo, faltará para aqueles que dependem do um. No competitivismo há muitas máximas. “Quando a farinha é pouco, pirão, primeiro o meu.”
Conhecimento que nos cobra conhecimento na verdade nos dá um recado claro de necessária busca pela sabedoria. Ou então como você lidará com seus desafios. Realidade de questionamentos que hora se prontificam acima ou empurram para baixo nossas metas sufocando-nos e as tornando inatingíveis. Daí não importa como dividiremos nosso tempo, temos que enfrentar uma desmedida, necessária e nunca derrotada necessidade de aprender novamente.
Agora antes do iniciar de um novo tempo ou ciclo para que busque suas metas eu queria lhe proporcionar um simples questionamento, mas altamente eficaz para avaliar o seu desempenho atual e os seus resultados alcançados.
1. Quanto ao meu desempenho, como estou fazendo para alcançar minhas metas estabelecidas?
2. Se continuar com as minhas estratégias, como estarei no final do prazo?
3. A partir de hoje, o que eu vou fazer, para melhorar os esforços  necessários para ser bem sucedido alcançando minha meta?
4. Quais novas estratégias e hábitos devo aprender para melhorar o meu desempenho?
A realidade é que neste exato momento você está em uma dessas três posições: acima, sobre ou abaixo da meta. Em uma realidade aumentada, poderá medir o tamanho da encrenca que ainda enfrentará, mesmo somente para prosseguir. Desespero não reconstrói, remenda, reconstitui nenhum estado necessário a que continue caminhando. Aprender uma nova profissão, mudar de emprego, cidade, esposa ou  marido, não será a saída. Mesmo avaliando prosseguir com seus estudos você levará pelo menos 6 meses para concluir um mínimo upgrade.
você pode ascender essa luz
Agora é o melhor momento para rever, refletir e, se necessário, adaptar as suas ações, antes que o tempo e a distância te afastem do seu objetivo. Com todo conhecimento que possui o que você necessita é da sabedoria estratégica. Para descobri-la e aplica-la dada esta compreensão você precisa de uma atitude, de agir.
Agora verifique seus pensamentos, se encontrar uma ironia latente é porque você está muito bem e satisfeito com tudo que tem alcançado, nada no momento está lhe incomodando. O melhor será dar uma pausa, descansar um pouco e antes que esfrio voltar a plenos pulmões à sua caminhada.
No entanto, se está abaixo da meta, se não está satisfeito com os resultados obtidos até aqui, você precisa fazer algo diferente AGORA!
Um plano que funcionará é dividirmos nosso tempo juntos e durante 90 minutos a cada encontro cumprirmos uma agenda de treinamento programada. Entenda que agora um bom treinador fará a diferença apoiando sua caminhada rumo à linha de chegada ou alcance de seus objetivos.
Escreva para mim comentários, um e-mail, me ligue e tire suas dúvidas sobre o que o Coaching pode fazer por você. Desafio você a experimentar essa nova atitude. As olimpíadas estão ai, a copa está chegando. Não precisa ser o esporte, sua olimpíada é pessoal, sua copa é a do seu mundo e não quero que você perca em seu próprio jogo.

Consultas foram realizadas nos sites  http://www.wikipedia.org/ e  http://www.priberam.pt/dlpo/
Sobre o autor. 

Sobre Fredh Hoss

O Celebrante de Casamentos Sociais pioneiro no Brasil. Celebrações pessoais onde a personalidade do casal é repeitada e a personificação do discurso exalta a mensagem que o casal de noivos inspira.
.
- Socio fundador da empresa  HV7 Cerimonial que atua na área de Produção de Eventos. Agência consagrada pelo casting de profissionais da Voz, MC, Locutores, Atores, formados por profissionais experimentados e aprovados.
CELEBRANTES SOCIAIS DE CASAMENTO. COM OU SEM EFEITO CIVIL
- Fredh Hoss é notório por atender a noivos que querem uma cerimônia como manda o figurino, mas com a personalidade dos dois.
Celebrante de casamentos há mais de 10 anos, com oratória objetiva mas sem perder o romantismo atende um amplo espectro confessional.
Saiba mais!! www.hv7cerimonial.com.br 
Proibida cópia mesmo parcial sem prévia autorização. Direito autoral preservado.
Para falar com o autor escreva para fredh@hv7cerimonial.com.br




1 comentários:

Comente essa ínformação.

Voltar ao topo ↑
© 1999 HV7 Cerimonial E Treinamento Todos os direitos reservados - Desenvolvido Por - Fredh Hoss
- Política de Privacidade - Termos de Uso - FAQ -
Utilizamos cookies para melhorar o nosso site ao continuar navegando concorda com sua utilização. Clique - AQUI - para ver o que procura.