terça-feira, 23 de setembro de 2008

TÍTULO DA MATÉRIA: CERIMÔNIA "CORTEJO"

Por Val Lima   Postado As  9/23/2008 09:41:00 PM   pajem Sem Comentários

Joice é noiva e mora em Jaú.
A dúvida dela era quanto ao papel da florista por causa da idade. Vejamos.

Mensagem:
Olá, estive visitando o site gostei muito porque tem me ajudado a clarear as minhas idéias, mas tenho uma duvida; a minha florista tem 14 anos e entrará sozinha no final da cerimônia para fazer a entrega das rosas para as madrinhas; quero saber se tem algum problema quanto a idade dela, e algumas sugestões do que ela deve estar usando.Obrigada

RESPOSTA:
Muita luz pra você amiga.
Parabéns pelo noivado e decisão pelo casamento. Primeiro quero me referir à condição dos participantes do cortejo. Todos que são convidados a essa participação assumem um papel definido que traz suas peculiaridades.Pais e padrinhos têm condição igualitária. Já outros participam de acordo com o costume local, tradição e folclore.
Participantes do cortejo diferem-se principalmente pela idade; se criança simboliza a pureza, se adolescente a intenção e se adulto cumplicidade. Agora vamos falar da sua florista de 14 anos, ela lhe parece mais adolescente ou adulta?
Essa resposta já lhe dará dicas sobre o traje que ela usará, assim poderá se parecer mais adulta ou criança. Será ideal que o traje represente-a como florista, não há nada que impeça cores diferentes do branco ou o branco com detalhes.
A única restrição caberá se a florista estiver em maior destaque que os demais participantes e nunca mais que você noiva. Sobre moda sempre recomendo consultar sua modista ou designer. Complemento lhe garantindo que nada restringirá seu bom gosto e bom senso a respeito do traje é livre.
Quanto a função da florista; quando entra depois da daminha (mini-buquê) e pajem (alianças) e à frente da noiva. Relaciona-se diretamente à condição da noiva, lhe abrindo caminho e o fazendo suave, macio, perfumado, alegre, cheio de amor que se frutificará. Sua florista assumirá uma função diferente.Você descreve assim: "...e entrará sozinha no final da cerimônia para fazer a entrega das rosas para as madrinhas..."Cuide desse momento como especial, certamente será novidade para a maioria dos seus convidados.
Salvo na sua cidade ser um costume.Pense na música que usará para esse momento.
A música pode sozinha, explicar o acontecimento.Um bom exemplo dessa sinergia, música/acontecimento, é quando se homenageia amigos com a música do Milton Nascimento, Canção da América.
Se este não for um caminho fácil para explicar o porquê às madrinhas recebem rosas e na cor que escolheu, talvez você consiga que o celebrante (padre?), faça um destaque especial sobre os padrinhos e deixe claro aos presentes sua afinidade e gratidão para com seus padrinhos.
Bem, agora vamos pensar juntos. Se a quer como florista, você poderá deixá-la entrar à sua frente com o cesto de pétalas que ela jogará para sua entrada e junto na cesta levará estas rosas que entregará às madrinhas. Assim você tem agora duas opções para esta entrega: primeira, a própria florista já se dirige a cada madrinha e entrega as rosas, antes de sua entrada; segunda, a florista permanece no altar com o cesto e lhe acompanhará de lado na hora dos cumprimentos finais e a cada madrinha que você cumprimenta você tendo a florista ao seu lado, poderá fazer a entrega das rosas você mesma.Se a idéia de fazê-la entrar no final já te seduziu e acredita que o momento ficará marcante, ganhe confiança e faça assim. Ela não necessariamente precisa ser tratada e vista como florista, seu vestido poderá ser mais para valorizar a pureza juvenil com a "intenção" própria dos adolescentes bem diferentes do encantar infantil. Pense na música e na possibilidade de incluir na fala do celebrante esse destaque.
Qual a função então de sua menina de 14 anos entrando sozinha ao final da cerimônia? Ela parecerá mais uma Mensageira.Mas pode chamá-la de florista, não causará nenhum problema o modo como a chamamos.
Fico aqui imaginando essa entrada e como à hora dos cumprimentos me parece ser mais propícia.
Pense na cena. Que tal a mesma música de cumprimentos abrir passagem para sua mensageira do amor e gratidão às madrinhas?
A música começa, você e seu noivo ficam ali parados à frente do altar, acompanha a entrada da "florista/mensageira", você a cumprimentam e ela se coloca a seu lado, você cumprimenta cada madrinha e ela entrega as rosas.
E você ainda escolhe se você dá as rosas para as madrinhas ou se será a florista mesmo.Espero que realize de uma forma ou outra, não desista de seu sonho ele pode ser exatamente como você o quer realizar.Depois escreva de novo contando como resolveu e como foi.
Deus lhe abençoe.


Crédito da matéria: FREDH HOSS



0 comentários:

Comente essa ínformação.

Voltar ao topo ↑
© 1999 HV7 Cerimonial E Treinamento Todos os direitos reservados - Desenvolvido Por - Fredh Hoss
- Política de Privacidade - Termos de Uso - FAQ -
Utilizamos cookies para melhorar o nosso site ao continuar navegando concorda com sua utilização. Clique - AQUI - para ver o que procura.