quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

COMO COMEÇAMOS ESTE ANO

Por Val Lima   Postado As  1/06/2011 07:49:00 AM   Ano novo 1 Comentário

COMO COMEÇAMOS ESTE ANO


por Fredh Hoss 5/1/11
Estou levando em consideração suas observações sobre como começamos este ano.
Mas vamos com calma, ainda é véspera de Reis.
Fiquei pensando sobre porque não nos encontramos nas últimas festas.
Esperava que me convidasse e saiba que não me convidei pra ir ter contigo pelos motivos que sabe bem quais são. Mas esperava que pelo menos tentasse ir me ver ou me chamasse.
Não é fácil dizer o quanto me faz falta mais algumas boas lembranças de nós dois juntos. E olhe que de tão poucas que são temo perdê-las, as boas as tenho gasto com a saudade.
Me deleito com repetidas visitas a seus poucos abraços e às suas palavras sussurradas.
Ninguém encontra o amor perfeito e nem espero apresentá-lo a você. Ainda me cobrará de tantas falhas quanto as tenho e ainda outras que apenas imaginará que são minhas. Mas sabendo disso me perdoe.
Nos falamos brevemente ao telefone e nas últimas duas vezes logo após a meia noite. Mas recorde, apenas repetimos a tríade rotineira de dizermos como estamos bem, com saudades e acrescentamos te amo. Mas, nunca ouvi da mesma forma que repito sentir por você. Me atormenta agora algumas dúvidas. Sua ausência em mim, deverei entender como? Não me ame tanto assim. Você nunca me confessou seu amor por mim.
Não, apenas pensei em falar contigo após a meia noite, apenas pensei em você, imaginei você lendo aquela mensagem de congratulações e desejando ouvi-la de mim então me ligaria. Você também não ligou. Você não me ligou.
Te amo, dizê-lo me causa questionamentos pois sem conseguir fazer a correta demonstração de como é para mim senti-lo talvez apenas teimo em dizê-lo. Como é possível gostar tanto de você a ponto de acreditar te amar? É possível amar assim?
Tantas vezes nos prometemos nos ver mais, nos dedicar a essa que se tornou uma missão amigável de amor. A essa altura de nossas vidas nos resta acreditar que somos amados...
Às vezes penso que, me faz sentir apenas uma paixão. Quem não se apaixonou pelo menos uma vez? Conheço algumas de suas paixões. Porque não se apaixonou por mim?
Talvez seja isso, tenho paixão que nossa amizade nos leve alem, se aprofunde, nos dê mais intimidade e confiança. Óbvio que estou racionalizando, ou deveria eu sofrer um tanto mais pensando em você? Paixão significa suportar uma situação difícil e por ser uma emoção de ampliação tenho que questionar as emoções que causa em mim.
Acaso deveria eu adoecer de paixão por você? Paixão e solidão muitas vezes caminharam juntas em meu íntimo. Tenho que me curar de você.
Afinal, não entendo porque tudo isso. Não fomos ao futebol juntos, não comemos aquela pizza, não fomos ao cinema, não fizemos aquela festa, não trocamos aqueles presentes, não nos declaremos de verdade. Não fizemos tantas coisas juntos. Me angustia te amar tanto e encontrar tantas “vagas lembranças”, vagas mesmo, não existem essas lembranças em nós dois. São apenas desejos meus que existissem. São apenas sonhos sonhados por mim que me trazem com o tempo a tristeza da passagem do tempo.
Mas haveria em mim muita injustiça ao dar por certo apenas o que penso e o que sinto. Portanto estou levando em consideração suas observações sobre como começamos este ano. Peço que me conte quais são então suas observações sobre como começamos este ano. Eu... estou com muito mais saudades de você. Te amo.

1 comentários:

Comente essa ínformação.

Voltar ao topo ↑
© 1999 HV7 Cerimonial E Treinamento Todos os direitos reservados - Desenvolvido Por - Fredh Hoss
- Política de Privacidade - Termos de Uso - FAQ -
Utilizamos cookies para melhorar o nosso site ao continuar navegando concorda com sua utilização. Clique - AQUI - para ver o que procura.