quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Alguém a serviço da noiva

Por Fredh Hoss   Postado As  2/23/2012 08:33:00 PM   Coach Family Sem Comentários

Prestadio - Alguém a serviço da noiva.



Por Fredh Hoss


Este adjetivo se aplica àquele ou àquela que é prestável, serviçal, útil e proveitoso. Aquele alguém que não se importa de servir.


Há muito se discute técnicas e posturas de liderança, e muito do que se ensina em tantos modelos de liderança parece ser, uma repetição do que minha mãe me ensinou há muito, muito tempo. Ela dizia que, se eu desejasse um dia mandar em alguém, primeiro deveria aprender a obedecer. E completava; quem quer ser patrão tem que aprender a ser empregado.

Nas organizações os organogramas são mantidos com os antigos polos, elencando primeiro, no topo da pirâmide o presidente ou um título moderno o CEO - Chief Executive Officer, depois abaixo vem os diretores, supervisores e funcionários. Somente depois, infelizmente depois, no pé da pirâmide encontramos o honorável cliente. No modelo do líder servidor de J. Hunter, basta você trocar os polos da pirâmide para começar a entender uma nova perspectiva.

Novamente me lembro do que minha mãe me ensinou há muito, muito tempo, quando atrás do balcão da loja de material elétrico, me dizia ser o cliente nosso rei e majestade. E era o que se praticava atrás do balcão. Quando não havia a mercadoria pedida pelo cliente, uma criança (eu) era mandada à concorrência comprar, assim se evitava dar ao cliente o trabalho de ir à concorrência. Me lembro vivamente ouvir a frase, "essa mercadoria está em falta, mas logo ali na esquina na outra loja tem, já pedi para nosso menino ir buscar pro senhor, não vai custar nenhum centavo a mais do que custa lá, enquanto espera lhe ofereço uma água ou café"

O que mudou? Nada mudou, essa postura de servir praticada ali no balcão da loja ainda é a necessária. Se a necessidade não mudou, a solução ainda é a mesma. As pessoas mudam.
Retomemos o hábito prestadio. Era desta mesma maneira que minha mãe fazia, quando estava na loja ou preparando um dos festejos de nossa casa. Foi assim que fui sensibilizado para empregar na vida essa lição valiosa de servir. 

Uma empresa ou um profissional do mercado casamenteiro que segue essa mesma lição, é a que os noivos procuram. Aquela que invertendo a pirâmide organizacional volta a colocar novamente o cliente no topo se destaca e vira referencial de qualidade. Falo noivos agora pois há duas décadas os homens passaram a participar cada vez mais de todo o atendimento para a produção de seus casamentos. Agradar a noiva é uma forma delicada de se fazer entender, cuidar do todo. Cabe essa definição por um motivo pouco assumido de forma completa; as mulheres, noivas são mais exigentes quanto a gosto, texturas, aromas, formas, cores e sabores. São os noivos invariavelmente que assumem o investimento no casamento e portanto as noivas estão ávidas pelo envolvimento completo do noivo.

Argumentar que a vontade do cliente, nossos reis e rainhas, estão acima de nossas próprias; que "tudo" sairá de acordo com o prometido. Que há anos estamos no mercado e trabalhamos apenas com parceiros, fornecedores, fabricantes, locadores, credenciados e avaliados criteriosamente, não basta. Há de existir uma comprovação no desencadeamento do serviço, entrega e ou sua execução. Esta cultura deve alcançar cada um dos envolvidos no processo. Saiba que o cliente retornará de mesma monta suas atitudes. Mas é esse servir que ainda está em falta. Um servir prestadio.

Definiu muito bem o escritor e master coach, Marcos Vunderlich o que é ser prestadio. Ele ensina que ter postura prestadia é ser útil para que o outro alcance o sucesso que almeja. Portanto aquele que deseja permanecer no mercado de casamentos, deve retornar ao essencial, seja prestadio, organize-se e seja um líder servidor. Sua organização será sempre um reflexo da sua liderança. O cliente, os noivos e em especial a noiva será sempre juíza desse bem servir que você propõe.

Ilustrando esse entendimento pense nas redes sociais, participa de alguma? As relações que travar ali são extensões da postura prestadia que as noivas merecem. O antigo Networking nunca foi tão bem atualizado, tudo que faz, é tudo que é visto e é tudo que você tem a oferecer. Pense em fazer o seu máximo. Afinal a primeira coisa que oferece ao outro é seu capital intelectual. Lhe desejo muito sucesso e que seja um sucesso diferenciado, com mais profundidade, largura e altura do que outro possa oferecer.

@fredhhoss - facebook/fredhhoss - www.facebook.com/escoladecelebrantes
O escritor desse artigo é co-fundador da HV7 Cerimonial Ass. e Produções de Eventos, Celebrante Oficiante de Casamentos e Coach-ISOR formado pelo Instituto Holos - referenciado pelo ICF - International Coach Federation.


0 comentários:

Comente essa ínformação.

Voltar ao topo ↑
© 1999 HV7 Cerimonial E Treinamento Todos os direitos reservados - Desenvolvido Por - Fredh Hoss
- Política de Privacidade - Termos de Uso - FAQ -
Utilizamos cookies para melhorar o nosso site ao continuar navegando concorda com sua utilização. Clique - AQUI - para ver o que procura.